08 agosto 2006

Estranhos “amiguinhos” teimam em aparecer!



É pela manhã quando os grilos se calam que o despertador obriga-me a acordar, altura propícia para a caçada matinal. Se durante dias no campo procurava entender que tipo de insectos poderiam passar a rede mosquiteira, actualmente pergunto o que há em mim?
Se calhar foi por ter começado a comer bolo de chocolate?
Pouco provável!
Todas os dias acordo para a caça, bichinhos estranhos e de todas as cores vão aparecendo (no quarto, na sala e principalmente na casa de banho). Pequenas presenças de olhos bem arregalados observam-me com ar ameaçador.
Acho até que já me habituei à ideia - aquele campismo tornou-me outra pessoa!
Se antigamente gritava e gesticulava rocha de medo à primeira aranha, agora já tenho os lenços de papel à mão e parto confiante para encurralar o bicho que se segue.
Hoje o pior foi um gafanhoto saltitante, mas nem emiti sons quando o esborrachei, estou orgulhosa!
Agora, que ninguém me diga para os mandar para o jardim, porque eles vieram de lá!
Se o vizinho nada faz para destruir o jardim, ou os animais no jardim, eu é que não tenho de levar com eles (chega de estranhas companhias). No dia em que quiser um animal verde em casa eu mesmo escolho.
Isto já é quase terapia e um dia ainda esborracho o vizinho!

4 comentários:

Maria disse...

"No dia em que quiser um animal verde em casa eu mesmo escolho." A vida minha querida amiga, é feita de escolhas, e essas são tuas, apesar de parecer que não, és tu a dona das tuas escolhas, e nunca te arrependas de "esborrachar" quem se meter na tua vida, esses que se preocupem com a deles, porque são sempre esses que mais têm para calar e não falar dos outros. Tens uma escrita bonita, limpida e nunca te arrependas de demonstrar que AMAS, porque sem isso não se vive, andamos por cá, sem vida, sobrevivemos, é o pior de tudo o que nos poderá acontecer. Beijitos minha amiga, continua...

Pedro dos Açores disse...

A vida é para ser vivida, umas vezes sentida, outras vezes simplesmente vivida. Nela percorremos um caminho, duro é certo, mas ao mesmo tempo revelador do nosso mais profundo eu. Acima de tudo isso, está a felicidade e a abertura de espirito suficiente para Vivermos sem olhar para trás... sempre com a vontade de descobrir... sempre com vontade de sentir...

gilana disse...

Insectos... começa por descobrir porque é que eles vêm até tua casa e saberás encontrar alternativas quanto á sua vinda! Eles fazemaprte da natureza que tu, humano, invadiste, lembras-te? Portanto, mesmo que mates alguns, descobre porque vêm até a ti e encontras alternativas; uma delas é a luz certo? E, quem sabe?! é a tua energia! hehe

gilana disse...

Insectos... começa por descobrir porque é que eles vêm até tua casa e saberás encontrar alternativas quanto á sua vinda! Eles fazemaprte da natureza que tu, humano, invadiste, lembras-te? Portanto, mesmo que mates alguns, descobre porque vêm até a ti e encontras alternativas; uma delas é a luz certo? E, quem sabe?! é a tua energia! hehe