08 agosto 2006

Chuva de Verão



Percalços
Responsabilidades incompreendidas
Apelos permanentes dos outros.
E eu!
Desencorajada
Deito-me ao sol
Serena (sorrio-me).

Mudanças que tardam
Só a auto-estima se deixa brilhar.
Provas... o mundo quer algo de mim
Discussões, birras mimadas,
Desafios que desaguam em surpresas.

O caminho é o oposto
A solução desconheço.
Estou forte e independente.
Que o mundo caia, se tiver de cair...

Pessoas, pessoas e mais pessoas
Sonhos
Objectivos
Hoje não!
Não me preocupo!
Pacientemente dou férias à mente.

Regenero-me com o poder da natureza
Espero respostas
Como “Chuva de Verão”.

Vou de férias meu amor...

1 comentário:

broken.heart disse...

Tudo quanto te posso desejar Amiga, é que aproveites as férias da melhor maneira possível.
Fica bem.