17 janeiro 2006

O tempo está mais frio


Por momentos parei no mesmo local,
Onde esperei reencontrar-te para amar.

O frio lembra-me o tempo que passou,
No rio, o meu reflexo.
O frio também esta em mim,
Perdi o dourado na pele,
Mas os meus olhos reflectem um grande amor.

Só esta cidade me alimenta,
Me preenche,
Me completa.

Só este entardecer me poderia
Lembrar de que estou feliz.

O Sol põe-se no final de um dia
A aquecer o Porto.

Amanhã ele voltará.
Até lá...
O frio preenche-nos.

2 comentários:

sniqper disse...

Foge do teu frio, aquecendo a tua alma com amor!!!

Clara disse...

O teu reflexo existe em todos os momentos galopantes desse cidade. No rio os teus olhos, como na outra margem uma força vinda de nós. Há lugares perfeitos à junção da energia, da cumlicidade, da amizade. No Porto tudo é possível. Em mim a saudade.