19 julho 2006

Um campo de flores



Colorir as palavras
Falar de outros sentimentos,
Trocar a dureza do sofrimento
Pela suavidade da felicidade.

Que coisa insana!
Falar de amor sem dor...

O ser romântico gosta desta mística.
A dança da conquista que atiça
O desejo.

Afinal sem sofrimento
Tudo parece fingimento.

Porque não há ninguém que seja sempre feliz;
Porque o sol não brilha sempre;
Porque o amor nem sempre nos sorri;
Porque a sorte também nos esquece;
Porque às vezes temos de partir;
Porque também se chora enquanto se ri;

Não tenham pena
De quem sofre!

Quem sabe viver a dor
Sabe viver o amor!
Ser feliz todos nós somos em momentos!!!

1 comentário:

casadoesquilo disse...

Há algum mal na dor... não é a dor um sentimento mundano que nos faz viver, pensar em nós e no que nos rodeia. A mim acontece-me e não sei se a "vocês" também, mas quando tudo está bem na minha vida não penso tanto no que me rodeia, sou um ser mais egoísta e menos capaz de transmitir a minha maneira de ser.

Há que viver a dor em equilibrio com a sanidade, ter vontade de a superar e tudo para uma outra dor experimentar.