25 julho 2006

Dentro de ti!



Provoco o poder de um intelecto enfraquecido
Em noites de boémia para despertar a mente.
Cesso a amargura de um passado
Por um presente em que prescindo da sensibilidade
Experimentando tolerar a dor.

Renuncio de ti
Sacrificando o meu amor...
Arrisco ser apagada numa aventura.

Desnorteada prossigo
Ignorando por onde vou,
Caminho!
Preencho o vazio por estranha confiança.

A estranha convicção de que a intensidade do que vivemos
Será a força deste sentimento.
Tenho a certeza de que há algo meu aí...

Dentro de ti!

1 comentário:

Maria disse...

Pela forma como escreves a paixão ainda te invade a tua alma, mas é com amor, sentimentos e paixão que melhor vivemos. Desconhecia o teu blog até ao dia em que através de outro o encontrei, e ainda bem, porque a tua escrita tem uma sensibilidade fantástica...Como seria bom que todas as pessoas cultivam-se a sensibilidade, o mundo seria um lugar muito melhor, não achas? espero que não te importes mas coloquei o teu blog nos meus favoritos, continua, precisamos de muitas mulheres como tu, beijitos.