18 maio 2006

Fonte de Luz






















Observo pessoas a caminhar sem destino
Entre calçadas desfeitas por passagens continuas.
Na sombra
Alguns sem rosto esperam.

Há neles vontade de sorrir ao sol
De se mostrarem
No entanto, não o fazem.

É o azul do céu
Que me faz virar costas e seguir.
Há dentro de mim desejo,
Pensamentos presentes
Menos sombrios.

Estou onde estive,
Iluminada sou a luz que
Apaga a sombra em que vives.

3 comentários:

Anónimo disse...

OH! Esta é a Cristina que conheço, a que enche de esperança até o mais adormecido! A que ama e sabe que é amada...
Gosto mto de ti miga!
Vjo Marta

nina_da_floresta disse...

As ninas de luz seguem sobre os osbtáculos... deixam de ser marionetas... tornam-se verdadeiras guerreiras... sempre focadas na objectividade, fogem das ilusões que apenas as dispersam... Vai um solinho?!

sniqper disse...

A vida é um caminho por vezes sem destino. Iluminado por pensamentos bonitos, outros cinzentos. Mas são os nossos desejos que irradiam a luz que irá apagar todas as sombras que nos fazem sofrer.