19 dezembro 2007

Comove





Comove-se no relembrar daqueles dias,
enterrada no sofá dourado,
pede sinceridade
com vontade de voltar.

Os instantes de felicidade
caíram nas lágrimas,
a austeridade da dor
na profundidade do desânimo.
A porta entreaberta negoceia
a sua passagem!

Sem darmos conta vivemos demais...

Um brinde:
A que a vontade de amar seja inextinguível!

3 comentários:

Alma Nova disse...

E que esse brinde se mantenha durante todos e cada dia da tua vida!
Boas Festas!

Sniqper ® disse...

Faz dos teus dias esse brinde, vive a tua vida, e NUNCA dixes de fazer o que o teu coração te disser...
Beijitos amiga.

Sniqper ® disse...

Amiguita, passei para te deixar aquele Beijito...
Desejo-te um 2008 pleno de Felicidade.