04 junho 2007

Gostava de me ver de novo brilhar no teu olhar!






O som de uma ultima música bastou
Para embalar os sentimentos adormecidos.
Batiam os corações de quando a quando,
Descontínuos, descompensados,
Perdidos no tempo que passou.

Na terra a única ligação dos dois corpos desertificados!

A poluição mental havia tornado límpido
o sangue que arrefecia o coração.

Em mim, surgiam palavras em frases soltas,
Gritos de dor!

Porquê assim?

Acabaste com o que melhor havia dentro de mim
... sonhos de menina!

Ficaram apenas migalhas soltas ao vento!

Foi, uma janela fechou-se,
já nem vemos sombras do que eramos...

Soluçamos por um carinho,
Reaprendemos para silenciar o que mudo ficou!

Gostava de me ver de novo brilhar
No teu olhar!

6 comentários:

Sombr|A|rredia disse...

...Ficou-te o teu olhar para dentro do que aconteceu...
"Não basta", dirás tu.

Nada basta quando precisamos...

Bastemo-nos então a sós...

Clara disse...

Força Amiga. Há outros olhares que brilharão por ti.

Maria José disse...

Lia e parecia assistir a uma peça de teatro, envolta em sentimentos mil.

A realidade tocando a magia da ficção, seja na alegria, seja na mágoa, incerteza ou pesar.

Maria disse...

Minha Amiga,
Ninguém acaba com ninguém, eu sei a força que tens, portanto adeus passado, olá presente e começa a construir o teu futuro.

stela disse...

acredita, eu acredito, que irás brilhar, num outro olhar... claro que sim!
beijinhos

GreenSky disse...

Muito bom, conheço vidas assim.