01 novembro 2006

“Os outros”




Princípios gastos, onde as matérias são imunes,
Debates distintos sem resposta,
Soluções prejudiciais sem conteúdo,
“Os outros” estão sem valores.

Classificamos comportamentos
Sem vermos “os nossos”.
Abandonamos os corpos e prosseguimos sem sentimento,
Optimistas, despreocupados caminhamos.

“Os outros” inconscientes,
Ambiciosos por um futuro
Recordam misticismos
Sem pensar no presente.

“Os nossos” condenam-se, mergulhando nos receios
Que impedem a reacção.
Descontentes acabam por ficar no mesmo sítio
Sem aceitar as dificuldades, sem combater,
Adormecendo para um futuro.

3 comentários:

Folha|em|Branco disse...

Muito realista amiga...

Maria disse...

Fome, desejo e vontade poderiam ser variantes do QUERER, como diriam os filósofos. Não existe querer futuro, quando se quer já é presente, impossível controlar e é esse querer alguma coisa que nos motiva a viver. O dia em que deixarmos de querer a morte simplesmente chega. Daí talvez venha aquela coisa de dizer "morreu de saudade, de amor", na verdade só perdeu a capacidade de querer e simplesmente parou de viver...Beijitos

stela disse...

pessoas que passam a vida a pensar: "e se", os anos passam sem darem por eles, medo de tudo, medo de nada, quando olham para trás... morrem!
beijos